Bebê é sequestrado dentro de casa na comunidade do Cajueiro, no RJ

0
Ítalo Samuel dos Santos, de 3 meses, foi sequestrado dentro de casa Foto: Arquivo pessoal

Um bebê de apenas três meses foi sequestrado dentro de casa na madrugada desta sexta-feira, na comunidade do Cajueiro, em Madureira, na Zona Norte do Rio. O caso ocorreu por volta das 4h30 da manhã. De acordo com a tia materna da criança, Clara Imaculada dos Santos, de 36 anos, a família não tem pistas de quem poderia ter levado Ítalo Samuel dos Santos. O caso foi registrado na 29ª DP.

— Minha irmã estava dormindo em casa e acordou com o Ítalo chorando. Ela foi ao banheiro, amamentou e deitou de novo, até que ouviu um barulho. Ela viu um homem de blusa amarela dentro do quintal. Olhou para ver se era um dos filhos, mas todos estavam dormindo. Ela deu falta do neném, gritou e saiu correndo. Chegou a ver o homem correndo pela vila com o bebê e foi atrás, mas acabou perdendo eles de vista — explicou.

Família espalhou cartazes para procurar o bebê
Família espalhou cartazes para procurar o bebê Foto: Arquivo pessoal

De acordo com Clara, a irmã, Darlene Imaculada dos Santos, de 34 anos, mora com os cinco filhos na residência invadida. Ela conta que a tranca da porta da casa estava com defeito, e que somente o portão externo estava trancado, informação que também consta no registro de ocorrência. O pai das crianças mora em uma vila próxima e estava em casa dormindo quando tudo ocorreu. Em seguida, ele acompanhou Darlene à delegacia.

— Ele e os outros filhos começaram a procurar pelo Ítalo, mas não viram ninguém. Minha irmã não tem inimigo, não brigou com ninguém, não temos qualquer pista. Um vizinho que saiu mais cedo de casa disse ter encontrado duas mulheres com um bebê perto do shopping, mas não sabemos de mais nada — contou Clara.

Um dos irmãos do bebê fez um post nas redes sociais pedindo ajuda para encontrá-lo
Um dos irmãos do bebê fez um post nas redes sociais pedindo ajuda para encontrá-lo Foto: Reprodução

No registro de ocorrência, consta que Ítalo dormia na cama ao lado da mãe quando foi sequestrado. Ele vestia um body azul marinho, uma calça azul clara e meias cinzas.

Familiares espalharam cartazes pelas ruas da comunidade e tentam conseguir alguma informação sobre o paradeiro da criança via redes sociais. Em nota, a Polícia Civil informou que familiares, amigos e vizinhos foram ouvidos, e que realizou datiloscopia (para reconhecer impressões digitais) e perícia de local. As investigações seguem a cargo da 29ª DP (Madureira).

Fonte: EXTRA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here