Lutador de 2m de altura se diverte com repercussão: “Falaram que tomei uma ‘banda’ do baixinho”

0
Barbeiro profissional, Sávio Vinícius, apelidado de "Mais Alto", conta que começou a treinar muay thai em dezembro do ano passado e encara com bom humor brincadeiras em relação à estatura

As notificações não param de chegar na conta de Sávio Vinícius no Facebook. O tímido lutador de 22 anos viralizou na última semana após enfrenta Celso “Mão de Pedra” no Favela Kombat 31, no Rio de Janeiro. A luta profissional de muay thai – a primeira do baiano, que mora em São Gonçalo, no Rio – não teve nada de diferente. O que chamou a atenção mesmo foi a altura do peso-pena, que mede 2m, na menos que 37cm a mais que o adversário.

Há apenas quatro meses treinando muay thai na Kazumi Team, Sávio Vinícius tentou estrear com discrição: avisou apenas aos amigos mais próximos. Mas uma foto postada na página oficial da organização, em que a diferença de altura saltava aos olhos, divulgou a luta, cujo vídeo virou notícia no Brasil e no exterior.

– O meu “Face” não para. Toda hora aparece alguém me marcando, alguma solicitação. A galera ficou me zoando, falaram que tomei uma “banda” do baixinho (risos). Eu pretendia estrear em silêncio, não chamei quase ninguém, porque não sabia como iria me sair. Mas, por conta do lance da altura, todo mundo soube – contou Sávio, batizado em homenagem ao ex-jogador do Flamengo, ao Combate.com.

Há apenas quatro meses treinando muay thai, Sávio conta que ficou nervoso por sequer ter feito algum duelo amador. O baiano, que perdeu cerca de 3kg para alcançar os 66kg da categoria, acredita que irá evoluir com o passar do tempo.

– Eu estava muito nervoso, nunca tinha sentido essa sensação. Não dei meu melhor porque fiquei nervoso, mas foi uma boa luta. O Mão de Pedra é professor de caratê. Na próxima luta ficarei mais solto. Fiquei meio preso, quase ninguém sabe que só tenho quatro meses de treino. Eu comecei no fim de dezembro. Mais pra frente vou pegar corpo, ganhar mais massa para ter mais potência nos golpes, subir de categoria. Eu não malho, só treino. Não me arrependo. Gostei, foi uma experiência maneira. A próxima talvez seja daqui a alguns meses. Quero treinar bastante, me preparar e aprender muita coisa.

Dono de um salão em São Gonçalo, onde trabalha como barbeiro, profissão que divide seu tempo com os treinamentos noturnos, Sávio Vinícius lida com brincadeiras em relação à sua altura desde os 15 anos de idade, quando espichou. Apelidado de “Mais Alto” pelos amigos, o baiano não se estressa com as provocações.

Sávio se abaixa para ficar na mesma altura que os familiares — Foto: Arquivo Pessoal

Sávio se abaixa para ficar na mesma altura que os familiares — Foto: Arquivo Pessoal

– Quem não me conhece fica me olhando meio assustado. Perguntam por que eu não jogo basquete, perguntam se eu não vou parar de crescer. Ouço isso toda hora, dos 15 anos para cá. Eu não ligo para apelido, não esquento a cabeça. Se esquentar, é pior (risos).

Apaixonado pelo muay thai e admirador do taekwondo, Sávio, que é fã de Jon Jones, não sabe se irá se aventurar, futuramente, no MMA. Entretanto, garante que a envergadura seria sua aliada dentro do octógono.

– Seguirei treinando para ver no que vai dar, tenho vontade de aprender outras artes. Fico vendo vídeos no YouTube, gosto muito de caras como o Jon Jones, por causa da altura e das cotoveladas. O muay thai foi uma paixão de repente, fiz boas amizades. A maioria da galera da minha academia fala que queria ter a minha altura, porque sou longo e tenho mais facilidade de encostar no adversário.

Fonte: Globo.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here