Mesmo com vereadores presos, Câmara tem quórum e decide manter eleição da Mesa

0
20

A Câmara Municipal de Dourados, distante 225 quilômetros de Campo Grande, decidiu manter para a sexta-feira (7), às 14 horas, a sessão que definirá a nova composição da Mesa Diretora, mesmo com três dos 19 parlamentares presos na Operação Cifra Negra, deflagrada na quarta-feira (5) na Casa de Leis. Entre eles, um era candidato.

A informação é do vice-presidente, o vereador Sérgio Nogueira. “Nós vamos manter porque tem quórum. Para ser eleito, é preciso ter ao menos 11 votos, ou seja, a maioria”, disse, após reunião nesta quinta-feira (06) que definiu a manutenção do pleito.

Almejando o comando da Câmara Municipal, vereador Pedro Alves de Lima, o Pedro Pepa (DEM), atual 1° Secretário da Casa está entre os presos. Além deles, seguem detidos na 1° DP de Dourados os vereadores Idenor Machado (PSDB) e Cirilo Ramão (MDB), 2° Secretário.

Também foram presos o ex-vereador Dirceu Longhi (PT) e o ex-servidor Hamilton Salina. Outras cinco pessoas foram presas, mas os nomes não foram divulgados e a investigação corre em segredo de justiça. Todos serão transferidos ainda nesta quinta-feira (6) para a PED (Penitenciária Estadual de Dourados), conforme o delegado Adilson Stiguivits.

Os parlamentares também deveriam votar, em sessão extraordinária, nesta quinta, às 17h30, a LOA (Lei Orçamentária Anual), exercício financeiro 2019. Durante a sessão, os presos apresentariam e votariam emendas impositivas – de cumprimento obrigatório pelo Executivo – no limite de R$ 60 mil para cada vereador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here