De volta à Assembleia, Londres diz que é cedo para pensar na presidência

0
118

Recordista brasileiro, com mandatos sucessivos desde 1971, o deputado estadual eleito Londres Machado (PSD) diz que chega com novo ‘gás’ para seu próximo mandato na Assembleia Legislativa. Com seus 44 anos de Casa, Londres ainda considera cedo demais falar em suas ‘ambições’, a partir de 2019, e diz chegar com humildade para a nova etapa.

Nos bastidores, o nome do pessedista, que já foi presidente da Casa de Leis por sete vezes, sempre é lembrado quando o assunto é a nova composição da Mesa Diretora, com a saída de Junior Mochi (MDB), que ‘trocou’ a reeleição pela corrida pelo Governo do Estado.

Eleito com pouco menos de 21 mil votos, que lhe garantiram a 17° cadeira do parlamento, Londres diz que ainda é cedo demais para pensar em cargos e que os demais 23 eleitos também têm legitimidade e as mesmas condições que ele.

“Anda não conversei com nenhum colega sobre isso. Acho que temos que chegar lá com experiência de mais de 40 anos de Assembleia, com bagagem de ter presidido por sete vezes, chegou com muita humildade como se estivesse começando meu primeiro mandato”, ponderou.

O pai da deputada estadual Grazielle Machado (PSD) também afirma ser necessária uma frente unificada em favor da população, dos trabalhos da Casa e, também, da governabilidade do próximo Executivo. “Para que o poder seja único, temos que ouvir o governador para evitar qualquer desavença por conta da eleição na Assembleia”, opinou.

Além dos 44 anos como parlamentar, Londres também foi governador interino de Mato Grosso do Sul por duas vezes. Seus primeiros mandatos como deputado estadual foram conquistados nas eleições de 1970 e 1974 ainda pelo antigo estado de Mato Grosso. No seu segundo mandato, ocupou a primeira secretaria da Mesa Diretora da Assembleia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui